segunda-feira, 12 de maio de 2008

Sebenta


.
.
.
De sorriso escondido
também se pode viver
não há mal nem há bem
apenas saber entender
agarrada ao futuro
seja ele qual for
esquecendo o passado
perdido na dor e no amor
todo o tempo calada
não importa o vazio
sou a alma que paira
neste mar sempre frio
ninguém vai reparar
não há lume nem vento
o passado já foi
o futuro tem tempo
aqui neste lugar
onde tudo é perfeito
deixo o sorriso e a alma
voarei para longe
sendo o destino imperfeito
deixo as paixões e a cor
no meu álbum do amor
uma lembrança embrulhada
num papel colorido
e a certeza porem
do dever bem cumprido.
.
.
.



23 comentários:

Maria disse...

Este teu poema está difícil de comentar, Mimo-te...
Já o li, dei uma volta, voltei a ele, e fico com um nó na garganta...
Deixo-te a certeza de um beijo com amizade...

lurainbow disse...

Cada x estas a escrever melhor miuda mas k é feito de ti? Preciso de ti no meu aniversario sexta e na minha Estreia como RP na QB em Almeirim ;) Atomic Fingers para Começar ... Tommy Guitar e Pedro dos Corvos , vá bora la a aparecer e a dizer algo

Pedro Branco disse...

Palavras à solta dentro de ti. Por entre o teu sorriso e o olhar - a maior transparência do teu calor. Um grande beijo.

«« ڱemöґïvö »» disse...

=,)
emocionada*

Que lindo texto Mimo-te! Tô quase chorando. Muito lindo mesmo. Sento sua alma no poema. Indescritível!!!
Grande beijo
Essa música tb é bonita.^^

Ray

Cila & Di disse...

Adorei...achei lindo!
Beijo doce da Cila!

Anjo De Cor disse...

Tens um blog muito bonito ;)
Parabéns!!**
SS

AML disse...

Resumes perfeitamente no teu poema o percurso duma vida...
És a alma, mas também o vento rasgado no passado e no futuro, deixando a descoberto um sorriso, brotado de dentro, onde não há mal apenas e só verdade entendida...
Destapa o teu sorriso e enche-nos de mimos!

Coragem disse...

Querida mimo-te, sem duvida que a vida pregou alguma partida nesse coração tão bonito.
O importante é continuar em frente, amando e sorrindo sempre.
Há o tempo do vazio da alma, há o tempo parado de todas as coisas.

Mas guarda sempre com emoção as imagens do passado, aquelas que valem a pena, para seguir o rumo dos tempos que virão.

Um beijo muito terno

ternura disse...

Mais uma vez estou sem palavras.
É muito bonito sim , tudo o que escreveste.
Beijinho.

poetaeusou . . . disse...

*
mimo-te
,
album,
cenas coloridas,
em palco imperfeito,
das t�buas da vida . . .
,
conchinhas
,
*

BlueVelvet disse...

Ás vezes quando te leio, basta-me ler-te.
Mas sou suposta deixar um comentário, e não sou de dizer só: que lindo!
Mas, querida a amiga, sei que sabes que sei o que significam as tuas palavras e o teu adeus.
Por isso, aqui fica: Lindo!
Beijinhos e veludinhos

Ana Luar disse...

Porque a intensidade faz parte de ti e de tudo o que escreves... fico-me pelo beijo que há muito não te dou mas que nunca fica esquecido.

Sol da meia noite disse...

Sinto beleza e tristeza de mãos dadas nestas palavras.

Deixo um beijinho

Nilson Barcelli disse...

"não importa o vazio
sou a alma que paira
neste mar sempre frio
"

Estes dois versos quase que resumem e contextualizam o teu excelente poema.
Acho que percebi o teu estado de alma e o grau da desilusão que te terá levado a escrever assim. Mas como tudo pode ser ficção... e de palavra escondida também se pode viver(ou não?), fico calado... ainda que com a certeza do dever cumprido (de te comentar, pois claro...).

Beijinhos.

rosa dourada/ondina azul disse...

Está lindo o teu poema !

Mas, é uma despedida ?



Beijinhos, mil :)))

Siala ap Maeve disse...

O passado já foi...o futuro tem tempo.
LINDO!
Bjo meu

Maria disse...

Passei para te reler.

Deixo-te um beijo, Mimo-te

AML disse...

Um raio de luz no teu coração para o fim de semana que se aproxima!

Um Momento disse...

Então que o futuro te sorria mas agarra agora o presente:))))
Lindo e intensas estas palavras

Beijo Mimado... em ti

(*)

Anónimo disse...

Mimo-te est� no seu direito de publicar o que entender, mas n�o gostei que tivesse recusado o coment�rio que lhe enviei!
Lamemto mas perdeu um admirador e n�o voltarei ao seu blog.

Alma Indigo disse...

De alma rasgada, também se pode viver... pode claro, mas a alma pode e deve renascer, e continuar a ser sempre puro amor. Quem não entende :(


Bjos

«« ڱemöґïvö »» disse...

Aqui estou ara lhe desejar um ótimo fds.
Beijosss

Ray

Sha disse...

Às vezes a vontade de partir é enorme... tão grande que nem apetece fazer despedidas.

Um beijo (e um miminho)
Sha