sábado, 31 de maio de 2008

O meu maior sonho


Pouco a pouco foi surgindo como um sonho grandioso, dei-lhe asas e arrisquei. Era lindo este sonho, eu queria voltar a ser mãe!


O risco era imenso, punha em jogo uma carreira, modificava a minha vida, era principalmente algo que podia nunca acontecer, e pior causar-me grande sofrimento físico e psicológico. Já o sabia porque seria a terceira vez que arriscava.


Mas o sonho não passava e pouco a pouco fui encontrando as respostas, as que a vida sempre nos dá, para que o sonho se torna-se cada vez mais real.


Sabia que ia ser difícil, que o trajecto era duro, que este sonho podia evaporar-se, mas não conseguia desistir. A vontade já dominava o coração e não permitia dúvidas, nem tão pouco qualquer recuo.


Cheia de ansiedade, porque nem o sonho tranquiliza a mente, caminhei, passo a passo, arrisquei e lutei. Os primeiros 3 meses eram definitivos, eu sabia-o muito bem. Apesar dos sinais serem os mesmos das vezes anteriores não perdi a fé.

Engravidei, passei pelo inferno e voltei, e quando tudo parecia bem, eis que chega a noticia de que tudo podia estar a correr mal. O meu filho podia sofrer de diversos problemas. Podia? Porque ninguém queria assumir nada, apenas dúvidas, mas pelas estatísticas e probabilidades, não havia que pensar, só agir - diziam eles!

Mas eu amei-te ainda antes de existires, num amor pouco humano até, uma paixão desmedida, um amor pelo qual se dá a vida.


Assim e depois de todos me aconselharem a fazer o que segundo eles era certo, porque o risco era imenso, corri desesperada. Queria ouvir todas as opiniões, precisava de uma só que aquietasse o meu sofrimento. Recordo todos os olhares, de espanto e admiração. Como podia eu afinal ainda levantar qualquer questão. Seria louca? Queria sofrer? Ninguém queria arriscar, somente eu continuava com esperança, aquela que sempre habitou o meu coração. Questionei todos os médicos, cansei-os até à exaustão! Queria respostas concretas e que olhassem e vissem uma mãe grávida e aflita. Mas não era isso que viam, limitavam-se ao silêncio e a um franzir de testa, que me causava uma dor imensa.
Depois de tanto pensar só uma verdade existia, o meu sonho ia realizar-se porque eu decidira dar-lhe vida!


Depois de ultrapassar os limites da ansiedade, chegou o momento da verdade. Confesso que já nem estava preocupada, somente te queria ver, ter e amar.

Eras enorme e tão lindo! Abracei-te entre tremores, lágrimas e sorrisos. Vi que aparentemente eras perfeito, mas que importava, eu sentia-me no céu, no paraíso, nas nuvens, tal era a felicidade. Para mim eras saudável , brilhante, o meu menino jesus, mais do que eu podia querer, mais do que podia imaginar. Algo que mais tarde os médicos vieram a confirmar.

Hoje tem 9 anos, temos um pelo outro um amor puro e incondicional. Faz -me sorrir, rir, cantar, só de ver aqueles olhos grandes, imensos, sempre a brilhar. Entendo-o mesmo quando não fala, ele ri e diz que eu adivinho. Eu respondo que é por ser mãe e sorrio, sempre sorrio para ele.


Os sonhos podem realizar-se, acreditem! Mas também há que lutar.


Amanhã é dia da criança, para mim é só mais um dia. As crianças são e merecem ser crianças todos os dias.


Para todas as mães que um dia arriscaram dar vida aos seus filhos, ainda que se levantassem dúvidas, o meu abraço cheio de amor, ternura e compreensão. Ás crianças, que posso eu dizer? Que merecem ser amadas, protegidas e cuidadas. Feliz dia da criança, hoje e todos os outros dias.

.
.
Paula Minau

27 comentários:

Só Eu disse...

Delicioso, fortissimo, verdadeiro.
Fizeste com que uma lágrima de sal se soltasse dos meus olhos.
Que mais pode um filho esperar quando se tem uma mãe assim?
Estou sem palavras. Adorei

Maria disse...

Deixaste-me assim, a pensar, e sem palavras.
Assim é o amor incondicional.

Só posso deixar-te um beijo enorme...

suruka disse...

Lindo o que li aqui.
Parabéns para TI.


Minha amiguinha
Pelo menos uma vez por mês vou tentar fazer-te uma visita.
Ler, relembrar e deixar um beijinho
Suruka

D.Antónia Ferreirinha disse...

Pronto. Tens o do de me colocar as lágrimas nos olhos.
Concretizaste um sonho e por outro lado, és também TU, o sonho do teu filho.
Lindo, verdadeiro, apelativo.
Bem hajas.
mil beijinhos em ti e na criança que há em ti.

Vb disse...

Olá!

É por iss que eu acredito NELE!

Beijinho

Vb disse...

Olá!

É por iss que eu acredito NELE!

Beijinho

Sol da meia noite disse...

Emocionante este sonho vivido em lágrimas e sorrisos... em Amor.
Sonho que derrubou medos...
Sonho de esperança...
Sonho de acreditar...

Lindo por demais...!

Beijinho *

Pecadormeconfesso disse...

Sorriso largo e sentido.

impulsos disse...

Um relato impressionante de uma grande MÃE!!!
Qualquer um que leia este texto, não lhe poderá ficar indiferente.
Mesmo já tendo passado o dia(ando sempre atrasada), a felicidade de uma mãe traduz-se no sorriso que lhe imagino ao escrever este texto tão verdadeiro e sentido como só ela o sabe.
Igualdade para todas as crianças do mundo, seria o sonho de todos nós...

Beijo

poetaeusou . . . disse...

*
mãe,
a minha,
a tua,
de todos,
,
conchinhas
,
*

Nilson Barcelli disse...

Fiquei impressionado com o que contaste.
És uma mulher do caraças... nem digo mais nada...

Beijinhos.

Mário Margaride disse...

Só com muito amor, carinho, e querer, se cosegue ser mãe (pai). As crianças, merecem todo o nosso carinho, todo o nosso apoio, todo o nosso amor.

Este belo texto, é exmplo disso mesmo. É um tesmunho na primeira pessoa, de como é, e deve ser uma mãe (pai).

Parabéns minha amiga!

Um beijinho grande

Mário

A.ses.i.oM disse...

MARAVILHOSO CORAÇÃO!!!...

Um gesto... Um sorriso... Um abraço... Uma palavra...
Demonstrão e dizem-nos que que sabem o Amor que sentimos!...
Coisas simples...
Maravilhosas!!!...

Um ABRAÇO!...

LNeves disse...

Texto sincero miuda!!!

**MUAH***

E bom fim de semana!!!

Girafa cor de rosa disse...

Maravilhosa a partilha que nos deixaste! Obrigada! Beijos a ti e ao teu lindo menino. Bom fim de semana.

Rui Caetano disse...

Verdadeiro, profundo. Gostei. Um bom fim de semana.

Anónimo disse...

oi minha querida amiga.
Muito lindo, singelo e puro esse seu texto.
Como é bom a sensação de amar um filho.
Muita emoçaõ nesse texto.
Fique na paz.
voltarei breve amiga.
Te aguardo no cantinho da deusaodoya.

Verônica Martinelli disse...

Os sonhos podem realizar-se, acreditem!
Lindo.

Beijos:)

cõllybry disse...

Grande coração o Teu,Lindo Ser que é Mãe...De lutas é composta a vida...Que belo texto

Bjca terna

Nilson Barcelli disse...

Não podes receber mais elogios... ficas caladinha à sombra deles e não escreves...

Beijinhos.

BlueVelvet disse...

Há coisas estranhas.
Li-te e revivi a história do nascimento do meu 2º filho.
Também lutei contra tudo e todos, e todos diziam que era louca.
Agora está cá, lindo, enorme, cheio de vida e perfeito.
Há certos sonhos que se realizam sim.
Beijinhos miguinha

Amaral disse...

Vim reviver a "aquarela" e ouvir o Rui Veloso!
Vim ouvi-los e... procurar a tua companhia, por uns momentos...
Vim buscar um mimo e deixar um "som" de mim...

Xana disse...

Minha querida e linda Amiga... emoção, orgulho, muito pouco para o que sinto ao ler-te.

Sim cada sentimento aqui expresso é a realidade de ser MÃE, como eu sinto essa ternura incondicional quando olho a princesa da minha vida que tb tem 9 anos.

Lindo como só tu sabes ser... aqui e agora.

Abraço de carinho

Ps: Problemas, :( tem sido a causa da minha ausência, mas jamais me esqueçerei de ti!

[TB] disse...

É sem duvida uma felicidade que só tu sabes e estas palavras que escreveste,por mais bonitas que sejam,não são capazes de descrever essa sensação que tiveste ao realizar esse sonho.
Formidavel,essa "coisa" tão unica que só voces mulheres sabem.Dár vida a uma vida dentro de vós!
Parabens e um mimo :D

variasformasdearte disse...

Muito emotivo !

Eu não arrisquei a dar a Vida pela minha filha, mas dou a minha Vida por ela.

sfich disse...

Isto é um estrondo: Tenacidade, ternura, muito amor, talento e tudo...

Anónimo disse...

Hey, I am checking this blog using the phone and this appears to be kind of odd. Thought you'd wish to know. This is a great write-up nevertheless, did not mess that up.

- David