quarta-feira, 23 de abril de 2008

Sou


Sou alma inquieta.
.....................................................................
................................................................
...................................................
............................................
. .......................................................
. .................................................
. ..........................................
. ....................................
..................................................................
...........................................................
Quero ...........................
.................................
........................
....................................................
. .............................................
Eu. ........................

10 comentários:

AML disse...

Quereria entender!...
Almas inquietas procuram a quietude...
O que queres... é o "Eu" que te vai dar, certamente...

Queruby disse...

queres???
então deixas-nos assim :)

Beijufas de Luz!!

Maria disse...

Aquieta a tua alma. Tu!

Beijos, Mimo-te

Whispers in night disse...

Ola linda Mimo-te!

A alma so e inquieta ate achar a paz com ela mesmo

Liberta a tua, e o teu queres sera o que ela também vai quer.....

Miga, ando em meditação comigo mesmo, um tempo de eu procurar algo que esta adormecido dentro do meu ser, pq não acredito que esteja morto
Te deixo mil e um beijo com carinho
Rachel

Kênia Garcia disse...

Uma incógnita!

Beijos!

Multiolhares disse...

a vida é um labirinto, só as almas inquietas encontram a saida
beijinhos

Gerlane disse...

Mas, isto é inerente à natureza humana: a inquietude.

Beijos pra ti!

Sol da meia noite disse...

E de que maneira se vive sem inquietação...?
Parte integrante de nós, tal estado d'alma...

Beijinhos, amiga

««§εмф†ϊvф»» disse...

Paciência e sabedoria.
É tudo o que vc precisa.
Grande beijo

Ray

variasformasdearte disse...

Todos nós por vezes somos complexos e parece que a nossa Vida é um labirinto... pela busca de algo... mesmo de nós próprios.