quinta-feira, 24 de abril de 2008

Calo-me


.
.
.
Quando as minhas palavras
não brotarem da minha alma
calo-me
Quando o sentimento não for
maior que a razão
calo-me
Quando o amor não dominar
o meu coração
calo-me
Porque quero uma alma livre
um coração cheio de emoção
e palavras que sejam vida

7 comentários:

AML disse...

Sentindo AQUILO que a Vida é... podemos optar pelas soluções que nos levam aos caminhos ideais.
A alma, o espírito, a tal essência interior que possuímos, é detentora do conhecimento maior.
Ela, em muitos momentos, "dá-se a conhecer" e revela-se nos mais pequenos pormenores.
Nem sempre a razão escolhe aquilo que a alma deseja. O nosso ego é muito forte e, por vezes, atrapalha-nos.
Mas uma decisão que vem do coração é sempre acertada, é sempre livre, é sempre alegre... porque vem envolta no Amor.

Siala ap Maeve disse...

Por tudo isso é que nunca te vais calar...e ainda bem!
Bom fim de semana!

Maria disse...

Não é só o coração, tu toda és emoção....

Beijos, Mimo-te

Multiolhares disse...

Existem palavras que devem ser caladas

Bj

Xana disse...

...Palavras que sejam vida... um sonho... que adormeça um coração...

Saudades, contínuas sempre um ser de emoção, completa e tão linda!

Beijo meu, bfds

««§εмф†ϊvф»» disse...

=/

Foges a regra de todos que escrevemos quando tristes e vazios nos sentimos.
Mas se assim melhor é para ti, então guarde. Até que a legria consuma a solidão, e a primavera dissipe as neves do iverno que ficaram aí no seu lindo coração.

Esperamos-te. ^^

Beijo

Ray

variasformasdearte disse...

Bela imagem!

Sermos nós próprios... por vezes o Silêncio vale por mil palavras!