sábado, 21 de junho de 2008

Lírica




Um peito que arde
de tanto doer
um nó que aperta
e rasga esta fúria
que teima em vencer
um raio de sol
um sopro de vento
a aragem do mar
no meu pensamento
uma lágrima miúda
quer ser forte, crescer
os lábios dormentes
de tanto tremer
e aquela vontade vigorosa
de tanto querer
.
.
Paula Minau

5 comentários:

G.D.M. (Wolf) disse...

tanto que nós todos queremos sentir..

adorei a forma bem vincada com que descreves os sentidos...

beijinho

Só Eu disse...

Que o tisnado da minha pele possa secar essa lágrima, doce, que teima em percorrer a tua face feita noite de luar.
Beijinhos

Angel disse...

Muito bonitas as tuas palavras...e como as comprendo..beijinho cheio de Sonhos..

Xana disse...

E... tu linda que teimas em vencer as palavras... que só fazem sentido rasgadas por ti!


Amei... e como as sinto...

Beijo, carinho

Sol da meia noite disse...

Um sentir...

Beijinhos * *