segunda-feira, 5 de novembro de 2007

Metamorfose









Hoje recordo sem qualquer mágoa ou dor,
os momentos em que o vazio era dono de mim,
quando as lágrimas corriam sem cessar,
a face pálida, os olhos tristes vagueavam sem fixar.

Hoje recordo sem qualquer mágoa ou dor.
Não me culpo, não te culpo, só recordo já sem dor,
segura e convicta de que nada acontece por acaso,
que crescer, aprender, conhecer pode doer.

Não! não me envergonho de não ter sido racional,
de não ter sido orgulhosa, de não me ter calado,
de ter lutado, tentado entender, em ter perdoado.
Não, porque se o amor é irracionalidade pura.


Porque havia eu de ser racional?

23 comentários:

Whispers in night disse...

Mimo-te!
Quando recordamos sem dor e sinal que ja se foi, acabou virou po e ja nao faz mal ao coracao.....
Parabens amiga que hoje recordas, que hoje recordas e te orgulhas de ter tentado.
Me orgulho de ser tua amiga pq em tudo que eu vejo em ti e que es uma mulher com M bem grande e com os dois pes bem no chao apesar de teres um coracao de manteiga....

Hoje recordas o que passou sem magoa feliz de ti amiga, quem sabe perdoar sabe viver sempre muito mais feliz
beijos mil
tua amiga
Rachel

pe.cl disse...

Hoje como que por acaso encontrei este espaço na blogoesfera, gostei do que vi e prometo voltar.

Beijinhos.

Célia Marina disse...

Amiga, espero que algum dia eu te encontre aqui cheia de sorrisos!!!lembrando de dias passados na praia e no Brasil!!!!

beijocas em seu coração

Namastê

Tiago Nené disse...

gostava que colaborasses neste grande blogue colectivo:

www.bloguedasartes.blogspot.com

le os estatutos.

saberás o que fazer.

ate ja;)

Pearl disse...

Uauuuuuuu!!!
É mesmo isso que acontece, chega uma altura em que recordamos aquilo que dor nos causou sem mácula...
E realmente tens razão, se amor é irracionalidade, porquê e para quê acharmos que podemos ser racionais quando ele surge???

Sky Walker disse...

Quando a raiva e a tristeza ocupam o nosso cora�o n�o h� espa�o para o Amor...
Beijo e obrigada pela visita

Som Do Silêncio disse...

Passado um tempo as recordações são lembradas mas já não magoam.
E o amor é tão belo.
Um beijo sereno

Pitanga disse...

Se vale a pena, porque não lutar? Ainda que nem sempre se ganhe.

beijos na tarde

Som do Silêncio disse...

Excelente texto Mimo-te!
Gostei!

Beijo Silencioso

PoesiaMGD disse...

Belíssimo!
Um beijo

Pensamentos Ocultos disse...

Porquê arrependermo-nos de termos lutado ? Tudo o que acontece, acontece porque tinha de acontecer, não devemos voltar atrás, nem arrependermo-nos !

Beijos.

alexandrecastro disse...

excelente texto!
beijinho

cõllybry disse...

Quando a dor não mais existe, é bir na escala da evolução de nossa Alma...feliz momento o é...

Doce meu beijo

ternura disse...

Faço minhas as palavras da Whispers .
Recorda-se , sem mágoa ou arrependimento, sem dor da perda, porque de facto acabou, teve o fim que concerteza teria que ter.
Beijinho grande e carregadinho de muita ternura.

Jacome D´Alva disse...

Te blogue tá um MIMO!
passarei por cá para te mimar mais.

Jacome D´Alva disse...

Belissimo!
Passarei por cá mais vezes.

Bia disse...

és Humana e isso é o mais importante.
Não foste racional???
Foste apenas uma Mulher que Amou, Ama e ESTÁ VIVA!!!
Acima de Tudo foste Honesta contigo lutaste pelo que querias e não te calaste! fizeste TU MUITO BEM.
Parabéns, pela Mulher que és.
Beijo meu

Girafa cor de rosa disse...

Gostei muito desta parte porque sinto-a verdadeira: "segura e convicta de que nada acontece por acaso,
que crescer, aprender, conhecer pode doer". Lindo este poema! E que bom apenas recoradar - SEM MÁGOA!Significa outra fase na vida! Beijo

Palavras ao vento disse...

Que belissimo poema!

São nestes momentos que vale a pena dizer... Que a cortina não se feche... Deixem gritar o poeta!

Beijos da

Maria

Um Momento disse...

Lindo!
Ser racional quando é preciso...
No amor irracionalidade faz falta tanta vez:))
Adorei

Beijo grande... em Ti

(*)

Bichinho disse...

Beijinho carregado de mimos porque eu não sou racional.

Maria Clarinda disse...

Que bom é recordar sem dor!!!
Jinhos mil

Diva disse...

Um poema cheio de ti, combina perfeitamente com a foto. Mimo-te...mto.
Bjs meus