terça-feira, 25 de setembro de 2007

Concha



A vida é um dádiva, e é tantas vezes surpreendente!

Assustei-me com aquela pergunta dão fria e directa,

se tinha problemas com o modo de como ele se deslocava?

Estranho! nem respondi.

Mas, novamente surge a mesma pergunta,

fiquei quieta, a pensar: porque faz ele esta pergunta?

Assim, de rompante e num primeiro olhar.

Depois as palavras comuns que não marcam nem ferem.

O tempo passou e eu alheia e refugiada na minha concha, envolvida nos meus problemas.

Mas continuei a pensar. Um dia por casualidade dei novamente com ele, com a vida dele. Ganhei coragem o que para mim não é muito difícil e respondi:

Por acaso eu pergunto a alguém se me aceita como amiga,

tendo eu uma gastrite?

Ou será que a tua cadeira, só porque se vê altera o teu ser?

Que me interessa se usas essa cadeira e antes usavas o teu lindo carro?

Mas é claro que o entendo, nesta triste sociedade em que o preconceito domina as nossas mentes, onde não há igualdade. É claro que sentes na pele as barreiras que todos os dias tens que ultrapassar.Não, a mim não me interessa a forma como te deslocas, o teu problema está à vista, mas há tantos escondidos e que sem sintomas vão devorando e matando os que aparentemente são normais.

Fiquei curiosa, porque sou assim, e fui vasculhar um pouco de ti. Vi a tua força, a tua coragem o que tinhas feito e o que continuas a fazer. Fiquei admirada! E eu na concha e tu a queres-me tirar da concha. Que estranho, não parecia fazer sentido. A verdade é que sem saber tiraste-me, obrigaste-me a olhar o mundo para além de mim, porque és um exemplo para mim. Porque o carro que guardas à dois anos na garagem, tem pó, mas tu, estás limpo, tão limpo que só posso dizer tu és muito especial. Obrigada amigo!

Queria só acrescentar que ele continua a ser uma estrela, mesmo de cadeira de rodas.

Dói-me saber que vivemos numa sociedade com tantos preconceitos, que a comunicação social que poderia penetrar e ajudar na formação de opinião, pouco faz. Que os políticos as religiões o estado e os municipios pouco se interessão. Que toda uma sociedade apenas vegeta e não vive a grande realidade de sermos todos iguais, sem coragem para anular de vez os perconceitos.

Este texto foi inspirado em duas pessoas especiais, uma não vou dizer o nome, mas é um grande lutador e penso que feliz, apesar da forma como se desloca. A outra é a Som do Silencio, ela sabe porquê.

Muitos mimos

29 comentários:

GarçaReal disse...

Belo o texto....

Triste são os preconceitos...Isso sim

bjgrande

rosa dourada/ondina azul disse...

Belo texto e a idéia que o motivou !


Beijinho,

multiolhares disse...

Dou-te os parabéns
Por trazeres um texto deste, é bom que alguém de
Vez em quando nos lembre como somos egocêntricos, egoístas,
Pensamos ser diferentes, superiores, por os nossos 5 sentidos estarem aptos
Mas será mesmo que há diferença, penso que não .
Existem dificuldades nessas pessoas pois não lhes facilitamos a vida, mas são pessoas completas, pois o sentir existe, o seu coração também bate , e os sentimentos estão lá
Mas os ditos normais, são desses que devemos ter pena, pois não vislumbram a pobreza interior que têm
Beijinhos

luna

Fernanda e Poemas disse...

Mimo-te,obrigada pela visita aos meus cantinhos.
Gostei muito da sua opinião.
Beijinhos com sabor a mar.

Fernandinha



P.S.-Adorei o seu texto.
Virei mais vezes.

MIMO-TE disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MIMO-TE disse...

Multiolhares,
Ainda bem que deixas este forte comentário. Há algum tempo que queria escrever algo sobre este tema, mas que focasse a essência do problema, que é exactamente a que tu frisas. Nas minhas ultimas férias tive a sorte de conhecer um casal Inglês que tinham duas crianças, uma delas, um rapaz com cerca de 8 anos apresentava problemas de locomoção e de linguagem. Contudo possuiam todos os meios fisicos(raros em Portugal), cadeira confortavel e com motivos alegrea, cadeira para ele poder ir à piscina e meios intelectuais necessários. Dei por mim estarrecida com o doce e lindo olhar com que nos presenteava e a sentir a mesma felicidade dos país.
Tão fácil, basta deixar de olhar para as estatisticas (são minoria), educar crianças e pais para acabar de vez com o preconceito. São iguais, por vezes melhores. Temos que evoluir!

Muitos mimos para todos
mimos para todos

ternura disse...

Bonito, tocou-me no coração.
Não importa ser diferente, o que importa é saber aceitar-se e conviver com a diferença.
E depois, o que é ser-se diferente?
Depende do ponto de vista, e no meu não há preconceito em ser-se minoria, e diferente.
Aliás, eu luto todos os dias um pouco, no meu trabalho, para minimizar a diferença e abolir o preconceito.
Se o ser diferente, é tudo aquilo a que se referiu, só posso dizer que respeito e admiro muito essa diferença.

Som do Silêncio disse...

Olá Mimo-te!

Só agora consegui ler este texto, pois o dia hoje foi muito mau para mim....pois parti um pé!
Mas falando de coisas importantes.
Este texto é divinal, e sim, AMEI!
Entendo cada palavra escrita, e entrou cá dentro também.
Existem pessoas lindas independentemente da forma como se apresentam. Cabe a cada um de nós ter a sensibilidade para lidar com as situações. Tu soubeste! Sei que eu saberia também.
Desculpa se não estou a dar um comentário à altura do texto, mas desde já agradeço o teu mimo :)

Beijo Silencioso cheio de dores de alguém que hoje se movimenta de canadianas....

Lu@r disse...

Admiro a força interior que as pessoas nestas condições tem, realmente nesta sociedade selvagem que vivemos assistimos a injustiças impossíveis de conceber em pleno século XXI.
Talvez se estivesse nessa situação, não souberia enfrentar as pessoas e a mim mesmo quando olhasse no espelho, mas a fé interior consegue façanhas inatingíveis.

Admiro essa força interior e abomino totalmente os preconceitos.
Tenho amigos e familiares deficientes e na minha humilde opinião somos todos iguais.
Talvez até, eles estejam num patamar superior a nível mental.

Ninguém está livre de nos acontecer uma desgraça devemos aceitar pelo que as pessoas nos transmitem interiormente e não julgar as aparências.

Aliás se julgassem pelas aparências o Lu@r já não existia... seria queimado vivo em alguma praça pública.

:)

Adorei o tema, toca-nos profundamente.

Beijo em ti doce Mulher

Nanda Nascimento disse...

Belíssimo texto, gosto quando as pessoas colocam o dedo nas feridas, a sociedade pouco discute, pouco se fala e o tempo está passando, e muitos ficam inertes e não se manifestam.
Não suporto preconceitos de nenhuma espécie!!
Deixo flores de todas as cores!!!

MIMO-TE disse...

garçareal,

Obrigada, é bom sentir que conseguimos focar o essencial.

Beijo mimado

MIMO-TE disse...

Rosa dourada/ondina azul,

Sei que vos toca muito

Beijo com muito mimo

MIMO-TE disse...

fernanda e poemas,

Gostei mesmo, vou voltar para alimentar a alma.

Beijo mimado

MIMO-TE disse...

som,

Sabes que a ideia surgio com o teu ultimo post. Falar de realidades que todos conhecem é fácil e satura, revelar a essencia, o problema fundamental é o que importa e o que fica. Por isso direi que me inspirei tambem no teu post magnifico sobre a ultima idade, à qual todos desejam chegar, mas que todos temem e tantos desprezam.

Um beijo e não tem cuidado, para ficares boa depressa.

MIMO-TE disse...

Lu@r,

Hum...Esta tua face estava escondida! Claro o lu@r tem várias faces. Tambem gostei desta, a face do teu "eu". Quanto à aparencia, quem falou de aparências? e duvido que alguem queira mal a este Lu@r, pelo que leio,e observo!... obrigada por seres tu a comentar.
Mimo-te

MIMO-TE disse...

nanda nascimento,

Tão doce e transparente eu te sinto, eu sei que pensas assim.

Mimo-te

MIMO-TE disse...

Ternura,
obrigada pelo comentário, vai levar muito tempo até ao momento de deixar de ser diferença. Mas à que mudar as mentalidades, para que possamos realmente ser animais evoluidos.

Beijo com mimos ternurentos

ternura disse...

Venho agradecer a visita e aproveito para dizer que as mentalidades estão a mudar e que nós temos que fazer por isso, afinal também temos a nossa parte de responsabilidades.
Beijinho

Whispers in night disse...

Ola!
Obrigado pelas palavras deixadas no whispers.
Infelizmente cada um sabe das suas dores, cada um sabe o que vai virar doce recordacao ou fria lembranca.....
Teu texto e maravilhoso, parabens.
Reconhecer o ser humano nao por aquilo que ele aparenta, mas sim por aquilo que ele e.
(desculpa minha escrita nao ter acentos analfabetos os computadores do canada)
beijinhos mil em teu coracao e obrigado outra vez pelas tuas palavras fazem bem as ler
Whispers

@ir@ disse...

Realmente a vida é uma dádiva,mas
teremos sempre que saber como a gerir.

Bj de @ir@

@ir@ disse...

A vida realmente é uma dádiva, mas é necessário saber gerir, senão vem as surpresas, que nem sempre são agradáveis.

BJ

MIMO-TE disse...

@ir@,
Chegas-te duplamente, talvez isso queira dizer algo! fico esperando

Mimos para ti

Um Momento disse...

Bem...
Nem sei o que te diga
Apenas que somos todos diferentes, mas todos iguais
Um beijo sentido a ti , ao amigo e á som

Dia lindo, e abaixo os preconceitos

(*)

MIMO-TE disse...

um momento,

Foste uma surpresa para mim! Admiro pessoas imprevisiveis. Agora que já conheço um pouquinho, sabia que seria isto que escreverias.

Um beijo c/mimos

Anónimo disse...

...depois de um comentário a uma foto responderam-me "...que tens tu pra me oferecer?Se regeito tantos outros que tem bem melhor aspecto...".Uns meses depois e através de amigos conhecemo-nos pessoalmente, num serão de musica ao vivo, sem que eu reconhece-se a "criatura", mas admirado com a expressão facial que fez quando me viu.Serão agradavel de conversa, todos participantes, menos a "criatura".Dada altura "rolei dali pra fora" despedidas efectuadas, beijinhos e abraços, alturas e cumprimentos, adeus que me faço á vida, porque mt tempo no mesmo sitio deixa marca de rodas." dias depois um pedido de amizade num perfil.Admiraçaõ minha aceitei, todos teem direito á palavra da justificação e o perdão só o dá quem o consente.Afinal quem não tinha nada para "oferecer" deu naquele dia sem querer, algo a quem tinha tudo mas que realmente...era muito pobre.Obrigado concha.
Ass: o IN_diferente

MIMO-TE disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MIMO-TE disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MIMO-TE disse...

IN - diferente,

Pessoas com esse tipo de atitude, merecem menos que ser chamadas de "criatura" como tu lhe chamas-te, acho simplesmente inconcebível ter esse tipo de pensamento e linguagem. Que bom que és tão forte, amigo.

mimo-te

Um Momento disse...

Minha Querida
Sofro com este tipo de posts
daí ficar sem palavras
Tenho Amigos "diferentes", de todas as formas possiveis e imaginárias.
Só publicas este comentário se quiseres minha linda...
Vou contar-te uma linda história...
Tenho um Amigo da minha idade ( kse 40)que tem uma doença de pele...pura e simplesmente ele "vai desaparecendo" aos poucos
Contudo , é um coração de ouro, chama-me "maninha"...
Andava com um carrinho para deficientes e o volante tinha tipo uma maçaneta para ele a poder agarrar( agora apenas com o único dedo que ainda lhe resta...)
As pessoas essas, diziam gostar muito dele e tal ( na net), sem nunca o terem visto, pois ele é realmente muito brincalhão e querido,um dia eu e os verdadeiros amigos dele resolvemos fazer um jantar de aniversário...não imaginas as pessoas k disseram, k sim k iam. e como de facto.. foram... mas foi notória a reacção ao olharem para ele, pois de "beleza" tipo Bradd Pitt nada tinha , tinha as mãozinhas ( os tocos que delas ainda existiam)enroladas em ligaduras para os mais sensiveis não impressionar...a sua cara não era mais que um poço de borbulhas a expressarem bem a doença que o consumia...mas sabes uma coisa??
Foi a festa mais linda que ele algum dia já teve...pois nós os Amigos dele, fizemos por tal, a animação foi maravilhosa, acabaram por ficar todos , e divertiram-se... no final.. pela sua postura, pela sua pessoa , pelo seu coração, pelo facto de ele enfrentar a realidade sem "penas" e sem "medos", quem estava presente e a principio"se arrepiou"( pois alguns deram um olá a milhas com receio que a doença fosse contagiosa", compreenderam que somos realmente todos diferentes, mas todos muito iguais, pois todos temos coração, e no coração ninguem manda, e o sentimento mais cedo ou maia tarde acaba por se manifestar:))
Hoje é feliz , luta conta aquela maldita doença e a noticia boa, a DGV autorizou-o a tirar a carta:))))))))
E ele ja tem o seu carrinho "diferente" mais igual a todos os outros , já ñ é de "deficiente"
Minha Amiga...há coisas que valem a pena ser contadas e tu , tens um coração enorme, entendes-te agora porque fiquei eu sem palavras?
Porque "Vivo" cada palavra que leio, e a associo sempre a algo que se passe á minha volta
Deixo um beijo tamanho do mundo em ti
(*)